FLUMANIA - A História do Fluminense - Torneio de Paris ( 1976 )

Torneio de Paris ( 1976 )

Na noite de 20 de junho de 1976, no vôo da Varig, número 610, seguia rumo a França a delegação tricolor a fim de disputar o Torneio Internacional de Paris.

Nossa delegação embarcou com os jogadores: Renato, Niélsen, Carlos Alberto Torres, Miguel, Fernando, Carlinhos, Edval, Rodrigues Neto, Carlos Alberto Gomes ( Pintinho ), Rubens Galaxe, Gil, Doval, Paulo César, Rivelino, Dirceu, Luís Alberto e Kléber. Era chefiada pelo Vice-Presidente de Interesses Legais José Carlos Vilela Rabelo.
Seguiram também o técnico Mário Travaglini e o supervisor de futebol Domingos Bosco.

O torneio foi um quadrangular disputado no estádio Parc des Princes entre as seguintes equipes:

Fluminense Football Club
Paris Saint Germain
Combinado Europeu e a
Seleção Olímpica Brasileira

Nosso tricolor tentaria reabilitar o bom nome do futebol brasileiro no exterior, após a copa.

Na tarde de 22 de junho, o Fluminense estreava no torneio contra a equipe do Paris Saint Germain.

Com uma exibição de gala e dois gols de Rivelino, o tricolor batia o Paris Saint Germain.

O segundo jogo foi contra a chamada Seleção dos Chuteiras de Ouro da Europa, formada por jogadores famosos, escolhidos pela crítica parisiense e que representavam o velho continente.

O tricolor voltou a triunfar, vencendo brilhantemente a partida por 3 x 1, gols de Paulo César, Narciso Doval e Carlos Alberto Torres ( de penalti ).

O público que lotava o estádio, aplaudiu nossa equipe e a crônica européia não poupou elogios a Roberto Rivelino, definitivamente consagrado como "le meilleur du monde".

Na despedida do campo de jogo nossos atletas, já de posse do belo troféu, foram ao centro do gramado e o capitão Carlos Alberto Torres, o ergueu - uma réplica da Torre Eiffel - que segundo levantamentos valia mais de 5.500 dólares.

O Fluminense foi consagrado e valorizou a imagem internacional do futebol brasileiro.
Jornais como "L'Équipe", "France-Soir", "Le Provençal", "Onze", "Nice-Matin" e, até mesmo o austero "Le Monde", dedicaram matérias especiais sobre a brilhante atuação tricolor em gramados franceses.


A equipe que disputou o torneio ( exceção ao meia Kléber )

Os Jogos

Fluminense 2 x 0 Paris Saint Germain
Data: 22/06/76
Estádio: Parc des Princes
Equipe tricolor: Renato, Rubens Galaxe, Torres, Miguel e Rodrigues Neto; Pintinho, Kléber e Rivelino ( depois Dirceu ); Gil ( depois L. Alberto ), Doval e Paulo César
Gols: Rivelino (2)
Árbitro: Não informado


Rivellino deu show contra o PSG

Paulo César entortou os gringos

Fluminense 3 x 1 Combinado Europeu
Data: 24/06/76
Estádio: Parc des Princes
Equipe tricolor: Renato, Rubens Galaxe, Torres, Miguel ( depois Edval ) e Rodrigues Neto; Pintinho, Kléber e Rivelino ( depois Carlinhos ); Dirceu, L. Alberto, Doval e Paulo César
Gols: Paulo César, Doval e Torres ( de pênalti )
Árbitro: Robert Wurtz

Outros Resultados

Combinado Europeu 3 x 2 Seleção Olímpica Brasileira
Seleção Olímpica 2 x 1 Paris Saint Germain


Carlos Alberto Torres e a taça

No retorno da delegação as sacadas do Galeão estavam repletas de torcedores assim como o saguão, junto a saída de passageiros.


A torcida aguardava na sacada do Galeão

As torcidas organizadas e uniformizadas compareceram. Quando surgiu o troféu, na porta do avião da Ibéria, nas mãos de Carlos Alberto Torres e Rivellino, as 3 mil pessoas presentes explodiram em delírio.


Torres e Rivellino, o troféu no desembarque


O troféu em nosso clube

Obs. - As informações sobre a conquista foram obtidas no acervo do FFC. A foto foi tirada em nossa sala de troféus.



Volta aos títulos Internacionais

Volta a Principal


    
   
HISTÓRIA   |   VÍDEOS   |   ÁUDIOS  |   ESTATÍSTICAS  |   FALE CONOSCO
Desde 2002 Copyright © FLUMANIA.com.br
O conteúdo deste site é de propriedade intelectual do "Flumania Online" e fica expressamente proibida a utilização de qualquer material nele contido por parte de outros sites sem prévia autorização de nossa equipe.