FLUMANIA - A Hist ria do Fluminense - O Carioca de 2002

O Carioca de 2002

No Campeonato Carioca de 2002, dois objetivos eram perseguidos pelos tricolores: sagrar-se campe o no ano de seu centen rio, tarefa n o conseguida por alguns clubes e, evitar a todo custo, um poss vel tetracampeonato do time da G vea. Com a conquista, seria o vig simo nono t tulo estadual do Fluminense que mantinha a total hegemonia de t tulos no Rio de Janeiro.

Dois fatos muito tristes para todos os tricolores marcaram o campeonato deste ano: o falecimento, tr s dias antes da decis o, de Em lio Aguiar - o Ximbica - roupeiro do Fluminense, aos 55 anos de idade, sendo 36 deles dedicados ao clube e o de Guilhermino dos Santos, inesquec vel Careca - o homem do p -de-arroz, dolo e torcedor s mbolo de muitas gera es de tricolores.

Outros acontecimentos dignos de destaque no ano foram a conquista do penta campeonato mundial de futebol pela sele o Brasileira em terras da Cor ia e do Jap o tendo o Brasil na partida final vencido a Alemanha por 2 x 0; a elei o do ex metal rgico Lu s In cio Lula da Silva Silva, como Presidente da Rep blica Federativa do Brasil e a aprova o pelo Conselho Deliberativo do tricolor, com apenas um voto contra, de um terceiro uniforme do Fluminense na cor laranja para jogos amistosos e n o oficiais e que j tinha ca do nas gra as da torcida e virado febre nacional, sendo ela o artigo esportivo mais vendido no Brasil em 2001.

Ao contr rio das outras federa es de futebol do pa s que priorizaram os torneios regionais deixando em segundo plano os estaduais, a FERJ resolveu ir em posi o oposta ao bom senso, realizando o Estadual simult meamente ao Torneio Rio-S o Paulo e a Copa do Brasil, o que resultou na necessidade dos grandes clubes cariocas iniciarem o campeonato do estado com seus times reservas, enxertados pelos atletas das equipes de juniores. Al m disso, um inusitado regulamento previa que os quatro grandes do Rio - Fluminense, Flamengo, Vasco e Botafogo j estariam pr classificados para o octogonal que seria realizado ap s os dois primeiros turnos.

As Ta as Guanabara e Rio, ambas vencidas pelo Americano, n o despertaram qualquer interesse dos quatro principais times, tendo a m dia, incluindo as televis es e a pr pria entidade m xima do futebol do pa s, a Confedera o Brasileira de Futebol, colocado o Estadual em plano secund rio, al m de incentivarem intensa campanha difama o contra a competi o devido a contratos assinados para a transmiss o do Rio-S o Paulo e a Copa do Brasil.

O interesse do p blico na realidade s come ou no chamado octogonal decisivo em que os quatro grandes j podiam contar com suas equipes principais e que de octogonal n o tinha praticamente nada, j que s possu a tr s rodadas. As equipes forma divididas em dois grupos de quatro, jogando dentro de cada grupo, e de decisivo tinha pouca coisa, pois s ; servia para definir os dois clubes de cada grupo que passariam para a semifinal.

Independente de tudo o Fluminense, no maravilhoso ano de seu centen rio, alheio aos mandos e desmandos da FERJ e da campanha da m dia que dava ao campeonato o nome "Caix o 2002", alus o esta feita ao apelido do presidente da Federa o de Futebol do Rio de Janeiro "Caixa D gua" -, n o tinha nada com isso e cumpriu o seu papel. Venceu seus tr s advers rios do Grupo B no Octogonal, Friburguense, Volta Redonda e Flamengo, este ltimo que corria atr s do tetra e foi eliminado pelo tricolor ap s uma goleada de 4 a 1. O Tricolor entrou ent o na semifinal com a vantagem de poder empatar no tempo normal e na prorroga o para chegar decis o do campeonato.

No dia 16 de junho, durante a Copa do Mundo, Fluminense e Bangu enfrentaram-se no Maracan na semifinal e com o resultado de 0 a 0 o Flu partia para a decis o contra o Americano de Campos.

Este jogo deu o que falar. No final da prorroga o durante um ataque do Bangu o goleiro Eduardo dirigiu-se a rea tricolor numa tentativa desesperada de abrir a contagem para o time alvirrubro. Ap s a bola ser al ada na rea o goleiro colocou a bola no fundo da rede claramente usando uma das m os. Mas o juiz Reinaldo Ribas acertadamente anulou o gol. O resultado de 0 a 0 levou o tricolor a decis o do campeonato. A partir da criou-se um imbr glio e a batalha na Justi a Desportiva come ou. No dia 19 de junho, o Bangu entrou com um recurso solicitando a paralisa o do campeonato que foi imediatamente indeferido por Jos Pereira Antelo, presidente do Tribunal de Justi a Desportiva e tamb m do Conselho Deliberativo do Fluminense, baseado no artigo 135, par grafo nico, do C digo Brasileiro Disciplinar de Futebol que determina que nenhuma decis o do TJD pode gerar a suspens o de competi es. No dia seguinte, 20 de junho, a pedido do Fluminense o Tricolor obteve um Mandado de Garantia assinado pelo pr prio Antelo e que determinava que fossem realizadas as partidas finais do campeonato entre Fluminense e Americano. Apesar de diversas liminares circulando nos tribunais, no campo, o Flu venceu o Americano no dia 23 de junho por 2 a 0 e no dia 27 do mesmo m s por 3 a 1.

O titulo ficou sub j dice at o dia 14 de abril de 2009, quando ap s uma reuni o do pleno do Superior Tribunal de Justi a Desportiva, por unanimidade (8 votos a zero), foi negado finalmente o recurso impetrado pelo Bangu que pedia a realiza o de nova partida contra o clube alvirrubro. Somente em 2010, Rubens Lopes da Costa Filho, novo presidente eleito da FERJ e que era presidente do Bangu em 2002, homologou o t tulo do Tricolor carioca.

As partidas finais foram realizadas no Maracanã, e após duas vitórias por 2 x 0 e 3 x 1 o Fluminense sagrava-se pela vigésima nona vez Campeão Carioca e conquistava o título.

Os torcedores bradavam aos quatro ventos, Fluminense Bi-Campeão dos Centenários !

A campanha do Fluminense no Estadual 2002

Os Jogos

Primeiro Turno

01/02/2002
Fluminense 2 x 2 Botafogo
Local: Rua Bariri
Árbitro: Samir Yarak
Gols: Júlio César (2)

04/02/2002
Fluminense 2 x 0 Olaria
Local: Rua Bariri
Árbitro: Jorge Rabelo
Gols: Alex e Marcelo

07/02/2002
Fluminense 0 x 1 Madureira
Local: Laranjeiras
Árbitro: Sérgio Cristiano do Nascimento

16/02/2002
Fluminense 2 x 4 Volta Redonda
Local: Trabalhadores
Árbitro: Carlos Manoel Calheiros
Gols: Júlio César (2)

21/02/2002
Fluminense 2 x 1 Entrerriense
Local: Laranjeiras
Árbitro: William Macedo Nery
Gols: Júlio César (2)

28/02/2002
Fluminense 2 x 3 América
Local: Laranjeiras
Árbitro: não divulgado
Gols: Fábio Mello e Caio

04/03/2002
Fluminense 1 x 0 Bangu
Local: Moça Bonita
Árbitro: Carlos Manoel Calheiros
Gol: Júlio César

07/03/2002
Fluminense 2 x 2 Vasco
Local: Rua Bariri
Árbitro: Ubiraci Damásio
Gols: Caio (2)

14/03/2002
Fluminense 1 x 2 Americano
Local: Laranjeiras
Árbitro: Reinaldo Ribas
Gol: Alan

18/03/2002
Fluminense 0 x 1 Friburguense
Local: Eduardo Guinle
Árbitro: não divulgado

21/03/2002
Fluminense 0 x 0 Flamengo
Local: Rua Bariri
Árbitro: Sérgio Cristiano do Nascimento

Segundo Turno

28/04/2002
Fluminense 3 x 2 Volta Redonda
Local: Laranjeiras
Árbitro: Vágner Rosa
Gols: Júlio César (2) e Marcão

01/05/2002
Fluminense 3 x 0 Entrerriense
Local: Odair Gama
Árbitro: Ubiraci Damásio
Gols: Magno Alves (2) e Maurício

05/05/2002
Fluminense 1 x 2 Flamengo
Local: Maracanã
Árbitro: Samir Yarak
Gol: Magno Alves

08/05/2002
Fluminense 2 x 1 América
Local: Giulite Coutinho
Árbitro: Sérgio Cristiano do Nascimento
Gols: Marcos Brito e Alex

11/05/2002
Fluminense 1 x 0 Bangu
Local: Laranjeiras
Árbitro: Luís Antônio dos Santos
Gol: Marcos Brito

15/05/2002
Fluminense 0 x 1 Vasco
Local: Rua Bariri
Árbitro: William Macedo Nery

18/05/2002
Fluminense 1 x 3 Americano
Local: Godofredo Cruz
Árbitro: Carlos Wladimir dos Santos
Gol: Marcão

21/05/2002
Fluminense 2 x 1 Olaria
Local: Laranjeiras
Árbitro: José Humberto Ezequiel
Gols: Magno Alves (2)

23/05/2002
Fluminense 0 x 2 Botafogo
Local: Giulite Coutinho
Árbitro: Samir Yarak

26/05/2002
Fluminense 3 x 0 Madureira
Local: Conselheiro Galvão
Árbitro: Edilson Soares da Silva
Gols: Roni (2) e Agnaldo

29/05/2002
Fluminense 1 x 1 Friburguense
Local: Laranjeiras
Árbitro: Carlos Jorge Moreira
Gol: Magno Alves

Octogonal - Grupo B

01/06/2002
Fluminense 2 x 1 Volta Redonda
Local: Maracanã
Árbitro: Jorge Rabelo
Gols: Marco Brito e Roni

05/06/2002
Fluminense 3 x 1 Friburguense
Local: Maracanã
Árbitro: José Roberto de Souza
Gols: Magno Alves (2) e Marcos Brito

09/06/2002
Fluminense 4 x 1 Flamengo
Local: Maracanã
Árbitro: Reinaldo Ribas
Gols: Agnaldo, Marcos Brito e Magno Alves (2)

Agnaldo

Marcos Brito

Magno Alves

Magno Alves

Semifinal

16/06/2002
Fluminense 0 x 0 Bangu
Local: Maracanã
Árbitro: Reinaldo Ribas

Finais

23/06/2002
Fluminense 2 x 0 Americano
Local: Maracanã
Árbitro: Edilson Soares da Silva
Gols: Marcão e Roni

Marcão

Roni

27/06/2002
Fluminense 3 x 1 Americano
Local: Maracanã
Árbitro: Edilson Soares da Silva
Gols: Roni, Flávio e Magno Alves

Roni

Flávio

Magno Alves

Final de jogo Fluminense Campeão Estadual 2002


Fim de jogo - as comemorações

O elenco Campeão de 2002


Da esquerda para a direita, em pé: Murilo, Maurício, César, Régis, Flávio, Marcão, Fabinho e Fernando Henrique; agachados: Fernando Diniz, Júlio César, Junior César, Marcos Brito, Roberto Brum, Carlos Alberto, Alan, Sidney, Roni e Magno Alves



O elenco e a torcida prestam homenagem ao roupeiro Ximbica


Resumo:

Clubes participantes: 12 ( doze )
Campanha: 28 jogos - 14 vitórias, 5 empates e 9 derrotas - 45 gols pró, 32 gols contra
Time base: Murilo, Flávio, Maurício, Régis e Roberto Brum ( Júnior Cesar ); Fabinho, Marcão, Fernando Diniz e Marco Brito; Magno Alves e Roni ( Agnaldo )
Artilheiro do Campeonato: Fábio- Volta Redonda (16 gols)
Artilheiro do Fluminense: Magno Alves, com 11 gols
Técnicos: Waldemar Lemos ( 11 ) e Robertinho ( 17 jogos )
Presidente do Fluminense: David Fischel

Fotos da Conquista


Magno Alves, artilheiro tricolor com 11 gols

O técnico Robertinho


O goleiro Murilo


Roni, atacante tricolor


O destaque da defesa, Régis


Roberto Brum, destaque na partida final


O tetra perseguido, conseguiram - Flu 4 x 1


César, também na zaga


Marcão, proteção a defesa


Fabinho, volante


Saudades de Guilhermino dos Santos - Careca


Homenagem a Emilio Aguiar - Ximbica


Comemorações - Magno Alves e Fabinho


Carlos Alberto, César e Magno Alves



A Taça de Campeão Estadual 2002, oferecida pela FERJ


Observações: As fotos são do acervo do Fluminense Football Club. Os vídeos foram gentilmente cedidos pelo Programa Momento do Sport. A torcida tricolor e o Fluminense Football Club agradecem a todos aqueles que permitiram o registro de nossas inesquecíveis glórias.


Volta aos títulos estaduais

Volta a HP inicial da História do Flu


    
   
HISTÓRIA   |   VÍDEOS   |   ÁUDIOS  |   ESTATÍSTICAS  |   FALE CONOSCO
Desde 2002 Copyright FLUMANIA.com.br
O conte do deste site de propriedade intelectual do "Flumania Online" e fica expressamente proibida a utiliza o de qualquer material nele contido por parte de outros sites sem pr via autoriza o de nossa equipe.