FLUMANIA - A Hist ria do Fluminense - O Carioca de 1919 - O Tricampeonato

O Carioca de 1919 - O Tricampeonato

O campeonato foi novamente organizado pela Liga Metropolitana de Desportos Terrestres.

Em 1919, o Fluminense Football Club despontou com o mais famoso conjunto de amadores da história do futebol carioca.

Nossa equipe sofreu apenas uma derrota durante todo o certame. Na Rua Figueira de Melo, perdemos por 2 x 0 para o São Cristóvão, resultado surpreendente, mas que não chegou a ofuscar o brilho das 17 vitórias obtidas no campeonato.

O encontro decisivo, não só do campeonato de 1919, mas como também do tricampeonato carioca, foi realizado no dia 21 de dezembro, na Rua das Laranjeiras, contra o Flamengo.

Já às 15:00 h, as dependências do estádio - o primeiro do Brasil - encontravam-se completamente tomadas pelo público, com assistência igual a que ocorreu na decisão do Campeonato Sul-Americano de Futebol, entre Brasil e Uruguai ( vencido na segunda prorrogação pelo Brasil por 1 x 0, no dia 29 de maio ), tendo a polícia, por esse motivo, mandado fechar os portões pois a lotação máxima era de 18.000 pessoas.

Aproximadamente 5 mil pessoas não conseguiram comprar ingressos para o grande confronto, mas permaneciam firmes, nas ruas próximas, aguardando o resultado do jogo.

O Fluminense vinha com 2 pontos de vantagem sobre o Flamengo e, se vencesse, tornaria-se tricampeão, pois só teria que disputar mais um jogo contra o América.

Às 15:30 h, quando ainda jogavam os quadros secundários, chegou ao estádio, acompanhado do Ministro da Marinha, o Dr. Epitácio Pessoa, Presidente do Brasil e sua senhora.
A partida foi suspensa por 5 minutos, os jogadores formaram diante da tribuna de honra do estádio e a banda do Batalhão Naval executou o Hino Nacional.

Terminada a partida preliminar, com a vitória do tricolor por 3 x 1, entraram em campo os 2 times principais, extremamente ovacionados. O Flu jogou desfalcado de seu capitão e zagueiro esquerdo Chico Netto, que não entrou em campo, mas figura na foto clássica da equipe. Otelo Rossi, que já havia atuado em 3 partidas do turno final, foi um digno substituto de Chico.

Dos 19 cronistas esportivos entrevistados na véspera, 15 falavam na supremacia tricolor.

Após saudarem o Chefe de Estado, o jogo começou às 16:00 h com lances empolgantes.

O Flamengo sentindo a grande superioridade do esquadrão tricolor, suportava grande pressão e defendia-se desesperadamente.

Um gol de Zezé, atacante tricolor, quando a partida ainda estava 0 x 0, foi anulado pois encontrava-se em impedimento, e logo em seguida o juiz Eduardo Magalhães marcou um pênalti contra o Flu.

Japonês bateu e Marcos defendeu mas a bola voltou a Japonês, que desferiu nova bomba; Marcos tornou a defender e soltou a bola, tendo Sidney aproveitado para emendar mas o extraordinário arqueiro, o maior do Brasil em sua época, praticou nova defesa. A bola escapou-lhe das mãos e Junqueira arrematou. Aconteceu o imprevisto: a quarta defesa consecutiva de Marcos foi recebida com grande silêncio no estádio. Repentinamente o público se pôs de pé e ovacionou delirantemente o fenomenal Marcos Carneiro de Mendonça.

Quatro minutos depois, Machado em chute de longa distância abria o placar para o Flu.

A torcida tricolor foi ao delírio.

Ainda nesse jogo em que vencemos por 4 x 0, e passamos a ter direito a posse definitiva da disputada Taça Colombo, César Bachi de Araújo, jovem tenente do exército, maior revelação do campeonato, fez um gol memorável, depois de driblar 4 defensores rubro-negros. Um tento sensacional e que ficou gravado na história do 1º Tricampeonato Carioca. Este jogo entrou para a história como o Fla x Flu dos tiros de canhão.

Ao dar por encerrada a partida, uma banda de clarins saudou a vitória. E no alto do morro Mundo Novo, uma salva de 21 tiros de canhão anunciou à cidade, a conquista do tricampeonato.

Os jogadores nos braços de sócios e da torcida tricolor, carregados em triunfo, envergando nossa bandeira, com a banda do Batalhão Naval, fizeram uma volta completa no campo, aclamando os vencedores.

O Presidente da República, ofereceu aos campeões de 1919, 11 medalhas de ouro.

Com a conquista do tricampeonato, Oswaldo Gomes tornou-se o campeão dos campeões de futebol do Fluminense, não só como símbolo e exemplo de disciplina e dedicação ao clube, como também pelos campeonatos em que seu nome figura entre os vencedores ( 1906, 1908, 1911, 1917, 1918 e 1919 ). Ele que participou de todos os jogos oficiais realizados no triênio.

Segundo Mário Filho, o time do Fluminense qualquer tricolor tinha a obrigação de recitar "como um soneto de Olavo Bilac" - Marcos, Vidal, Chico Netto, Laís, Oswaldo, Fortes, Mano, Zezé, Welfare, Machado e Bachi.

Os Jogos

Primeiro Turno

Fluminense 4 x 0 Carioca
Local: Rua Dona Castorina
Data: 08/06/1919
Juiz: Gastão de Azevedo
Gols do Flu: Welfare, Bachi, Machado ( 1 cada ) e Zezé ( de pênalti )

Fluminense 8 x 0 Mangueira
Local: Rua Prefeito Serzedelo, Andaraí
Data: 22/06/1919
Juiz: Plínio Ribeiro de Castro
Gols do Flu: Welfare (4), Machado, Oliveira, Oswaldo e Bachi ( 1 cada )

Fluminense 4 x 1 Vila Isabel
Local: Laranjeiras
Data: 13/07/1919
Juiz: Gastão de Azevedo
Gols do Flu: Welfare (3) e Machado

Fluminense 2 x 1 Botafogo
Local:Laranjeiras
Data: 20/07/1919
Juiz: Ferreira Vianna Netto
Gols do Flu: Zezé e Welfare ( 1 cada )

Fluminense 0 x 2 São Cristóvão
Local: Rua Figueira de Melo
Data: 27/07/1919
Juiz: Ary Franco

Fluminense 4 x 0 Bangu
Local: Laranjeiras
Data: 17/08/1919
Juiz: Gastão de Azevedo
Gols do Flu: Machado (2), Zezé e Welfare ( 1 cada )

Fluminense 3 x 1 Flamengo
Local: Rua Paysandu
Data:24/08/1919
Juiz: Carlos Martins da Rocha
Gols do Flu: Machado (2) e Zezé (1)

Fluminense 6 x 0 Andaraí
Local: Rua Prefeito Serzedelo, no Andaraí
Data: 31/08/1919
Juiz: Ary Franco
Gols do Flu: Welfare (3), Zezé, Bachi e Machado ( 1 cada )

Fluminense 3 x 2 América
Local: Campos Sales
Data: 07/09/1919
Juiz: Plínio de Castro
Gols do Flu: Zezé (3)

Segundo Turno

Fluminense 5 x 1 Carioca
Local:Laranjeiras
Data: 05/10/1919
Juiz: Ary Franco
Gols do Flu: Machado e Welfare ( 2 cada ) e Vidal ( contra )

Fluminense 3 x 1 Mangueira
Local: Laranjeiras
Data: 26/10/1919
Juiz: Gastão de Azevedo
Gols do Flu: Welfare, Oswaldo e Mano ( 1 cada )

Fluminense 3 x 2 Bangu
Local: Rua Ferrer, em Bangu
Data: 09/11/1919
Juiz: Eduardo Gibson
Gols do Flu: Machado (2) e Zezé

Fluminense 2 x 1 Vila Isabel
Local: Campo do Jardim Zoológico
Data: 16/11/1919
Juiz: Ary Franco
Gols do Flu: Zezé (2)

Fluminense 5 x 2 Botafogo
Local: General Severiano
Data: 23/11/1919
Juiz: Gabriel de Carvalho
Gols do Flu: Zezé e Machado ( 2 cada ), Welfare (1)

Fluminense 4 x 3 São Cristóvão
Local: Laranjeiras
Data: 30/11/1919
Juiz: Ary Franco
Gols do Flu: Zezé (2), Welfare e Machado ( 1 cada )

Fluminense 4 x 2 Andaraí
Local: Laranjeiras
Data: 14/12/1919
Juiz: Eduardo Gibson
Gols do Flu: Welfare (2), Zezé e Macahdo ( 1 cada )

Fluminense 4 x 0 Flamengo
Local: Laranjeiras
Data: 21/12/1919
Juiz: Eduardo Magalhães
Gols do Flu: Machado (2), Welfare e Bachi ( 1 cada )

Fluminense 4 x 1 América
Local: Laranjeiras
Data: 28/12/1919
Juiz: Álvaro Galvão Bueno
Gols do Flu: Machado, Mano, Welfare ( 1 cada ) e Zezé ( de pênalti )


O time campeão de 1919. Em pé, da esquerda para a direita: Chico Netto - Laís - Vidal - Marcos - Oswaldo - Otelo e Fortes. Ajoelhados: Mano - Zezé - Welfare - Machado e Bachi


Equipe base: Marcos - Vidal - Chico Netto - Laís - Oswaldo - Fortes - Mano - Zezé - Welfare - Machado e Bachi

Resumo:

Clubes participantes: 10 (dez)
Campanha: 18 jogos, 17 vitórias, 1 derrota, 68 gols a favor, 20 contra com saldo positivo de 48 gols
Artilheiro do Campeonato: Braz de Oliveira com 24 gols ( São Cristóvão )
Artilheiro do Fluminense: Welfare ( 22 gols )
Técnico: Ramon Platero ( uruguaio )
Presidente do Fluminense: Arnaldo Guinle


Mais uma grande defesa de Marcos no Fla x Flu dos tiros de canhão, quando fechou o gol tricolor



A medalha comemorativa recebida por Marcos Carneiro de Mendon a do t tulo de 1919 e do tricampeonato


A Taça Colombo era definitivamente nossa, Flu tricampeão


Volta aos títulos estaduais

Volta a HP inicial da História do Flu


    
   
HIST RIA   |   V DEOS   |   UDIOS  |   ESTAT STICAS  |   FALE CONOSCO
Desde 2002 Copyright FLUMANIA.com.br
O conte do deste site de propriedade intelectual do "Flumania Online" e fica expressamente proibida a utiliza o de qualquer material nele contido por parte de outros sites sem pr via autoriza o de nossa equipe.